17 de dez de 2013

Conselho Tutelar promove reunião para melhorias no trânsito



Problemas com crianças no bairro São Francisco, quando em apenas uma semana já foram detectadas mais de 20 ocorrências em função do asfaltamento e a grande reclamação são as crianças na via pública e o perigo que há com a alta velocidade, motiva reunião das autoridades para buscar soluções. Motoristas reclamaram ao conselho sobre essa situação de risco motivando a reunião para zelar pelas crianças pela sua vulnerabilidade. Diante disso a rede tutelar através da presidente Valquíria Gutknecht promoveu encontro com as autoridades para a busca de uma solução. Presentes secretários de governo, brigada militar, câmara de vereadores (vereador Eder Cíceri). 

Outra preocupação é com as águas, local aonde as crianças vão para se banhar em arroios e rio, expondo-se ao perigo também pela sua vulnerabilidade. A isso foi falado que seriam colocadas placas de sinalização proibindo essa prática. 

 O conselho pensou em medidas como palestras de conscientização, delimitação de espaços e também determinar horários de fechamento das vias públicas para o entretenimento dos jovens.  Pensa-se também em reunir os pais para esclarecer sobre o perigo e também na presença de uma psicóloga que fará esse trabalho com a família. 

O comandante da BM. Rivelino Peixe disse que a situação é difícil, em especial pela comunidade ver o trabalho como mais repressivo e a corporação tem variadas atividades e com o efetivo muito reduzido, “mas se tem feito um trabalho no caso do São Francisco, que tem já grandes problemas sociais, mas não se tem negado em atuar e tentar resolver as situações que se apresentam”. Concorda em se conscientizar os pais do perigo a que estão expostos seus filhos com essas duas situações que preocupam a todos. O passo a seguir seria a responsabilização dos pais, no Ministério Público como negligência para com seus filhos. Também pode se partir para o recolhimento dos skates e carrinhos de lomba, em caso de continuar o desrespeito ao que será firmado entre autoridades e comunidade. 


A secretaria de turismo, esporte e lazer está promovendo atividades para as férias, oferecendo práticas diversas na área do esporte, mas não está havendo uma adesão, conforme Airton Petry, talvez pela falta de interesse dos jovens ou mesmo dos pais em que eles usem esse espaço que lhes é oferecido para minimizar atividades que envolvem perigo. Enio Perez salientou que as cidades cresceram e não se preocuparam com a criação de espaços de lazer e isso deve ser pensado também o município. Os líderes comunitários serão chamados a essa mobilização na busca de soluções.
Giro do Vale

Nenhum comentário:

Postar um comentário