17 de dez de 2013

Prefeito de Taquari é cassado pelo TRE

Taquari - Política
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) confirmou na tarde desta terça-feira a cassação do prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus, o Maneco (PT), e do vice André Luís Barcellos Brito (PDT). A decisão foi unânime. Conforme informações publicadas pelo órgão, a condenação se deu pela prática de abuso de poder, compra de votos e condutas vedadas nas eleições de 2012. No processo, teriam ficado evidenciados fatos como a cessão de cargas de terra, consultas e vales-combustível em troca de votos.


Foto: O Informativo / divulgação

Segundo a publicação, a chapa "Maneco e André" contou com o apoio do então prefeito Ivo dos Santos Lautert (PDT), que teria favorecido o esquema. Ele foi condenado a oito anos de inelegibilidade. Os juízes do Pleno entenderam que os ilícitos eleitorais tinham à frente a vereadora eleita Andreia Portz Nunes (PDT), então secretária da Saúde, que também foi cassada. A vereadora teria sido autorizada por Lautert a utilizar a estrutura da administração e orientada pelos componentes da chapa que se tornou vitoriosa nas últimas eleições.

Com a cassação de prefeito e vice, que obtiveram mais de 50% dos votos válidos no pleito, a Corte determinou a realização de novas eleições majoritárias. Antes do pleito, o presidente da Câmara de Vereadores, Ramon Kern de Jesus Silva (PSD), assumiria o Executivo.

Embargos declaratórios
A chefe substituta do cartório da 56ª Zona Eleitoral, Ana Miclas, explica que, antes da eleição suplementar ser marcada, é necessário aguardar o julgamento dos embargos declaratórios no TRE. A defesa da dupla já confirmou que irá ingressar com esse recurso. Segundo Ana, o TRE inicia o recesso nesta semana e permanece sem sessões até o dia 20 de janeiro de 2014. Até então, Maneco e André devem continuar nos cargos.
 
Rádio Independente

Nenhum comentário:

Postar um comentário