24 de abr de 2016

Prefeitura pede colaboração dos moradores na separação do lixo



ESTRELA
Lixo doméstico não deve ser colocado junto com entulhos e galhos, para otimizar o recolhimento

A colaboração da comunidade também é importante para que a Prefeitura de Estrela possa melhorar a qualidade do serviço de recolhimento de lixo doméstico, de entulhos e lixo verde. Neste sentido, a Secretaria de Obras Públicas, responsável pela coleta de entulhos e lixo verde, solicita que os moradores não coloquem, junto com estes materiais, o lixo doméstico. O município possui uma área licenciada para o depósito, onde não podem ser colocados resíduos orgânicos e outros, como garrafas, plástico e papelão, por exemplo. Se isto, ocorrer, estes materiais devem ser separados e levados para a Usina de Tratamento de Lixo (UTL) para a triagem.


“Queremos otimizar o atendimento”, diz o secretário de Obras, Jorge Both. Segundo ele, se os entulhos e lixo verde estiverem separados, haverá maior agilidade na realização do serviço. Both ressalta que quatro caminhões e duas máquinas trabalham diariamente na limpeza da cidade, recolhendo, em média, 12 cargas de material por dia. Em relação a eletrodomésticos como geladeiras, fornos, microondas e outros, ele observa que a prefeitura não recolhe, devendo o morador dar o destino adequado.

Já o secretário do Meio Ambiente, Hilário Eidelwein, lembra que há duas empresas contratadas para a coleta do lixo orgânico e seco, com dias específicos para o recolhimento. Conforme Eidelwein, é importante a separação dos resíduos por parte da população, o que já vem ocorrendo. “Hoje, 83% do lixo seco já pode ser separado e vendido”, revela.

Texto: Paulo Ricardo Schneider

Nenhum comentário:

Postar um comentário