4 de fev de 2016

Agentes Comunitárias de Saúde e Diretores de Escolas Municipais recebem orientações de combate ao Aedes


BOM RETIRO DO SUL

A secretaria municipal da saúde cumpriu mais uma etapa do plano de ação de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Na manhã desta quarta-feira, a enfermeira Ana Paula Delwing esteve reunida com os diretores das escolas municipais, onde foi passado as informações sobre o Plano Municipal de ações para o combate ao mosquito transmissor. 

Na ocasião, também foi apresentado cronograma com as ações que serão realizadas durante o primeiro semestre, incluindo capacitação aos professores e palestras aos alunos. Ficou acordado agendamento pelas escolas para a realização das atividades e que cada escola nomeará um responsável por inspecionar e cuidar do pátio e questões ligadas ao combate e prevenção. 

Para a enfermeira Ana Paula, “os professores/educadores são os agentes multiplicadores essenciais para que o nosso trabalho tenha resultados, e sucesso. Principalmente quando pensamos e falamos das crianças, pois eles são atenciosos, prestativos com a informação, e transmitem este conhecimento à sua família, sendo agentes de mudança”, disse ela.

Já na parte da tarde, as Agentes Comunitárias de Saúde da Unidade de Saúde (ACS) e do ESF1 passaram por uma capacitação com a equipe de Saúde formada pela agente de controle de endemias Noeli Silva de Oliveira, pelos enfermeiros Ana Paula e Rafael, como também, pela Dra Janize Paslowski.

NA capacitação também foi apresentado o Plano Municipal de ações, bem como as atividades que serão desenvolvidas pelas ACSs.

As ações de controle da dengue são realizadas no cotidiano das Equipes de Saúde, principalmente através dos Agentes Comunitários de Saúde e Agente de Controle de Endemias, que tem importante papel e contribuição no desenvolvimento destas ações. 


As 8 Agentes do nosso município realizarão vistoria nos imóveis das famílias visitadas. Em cada visita ou inspeção ao imóvel, o Agente de Controle de Endemias (ACE) e o Agente Comunitário de Saúde (ACS) realiza sua atividade junto com os moradores, compartilhando informações, promovendo uma breve capacitação da comunidade, e eliminando possíveis focos de criação do mosquito. 
 Para o secretário da Saúde Carlos Alberto da Silva Santos Júnior, é importantíssimo a ajuda da população na luta contra esse transmissor de doenças graves. “Pedimos a colaboração da população no sentido de garantir o acesso às suas casas, dos agentes de saúde e endemias, para a realização dessas ações, eles estarão devidamente identificados”, completou o secretário.
 É importante lembrar que, para se reproduzir, o mosquito Aedes Aegypti se utiliza de todo tipo de recipientes que as pessoas costumam usar nas atividades do dia-a-dia: garrafas e embalagens descartáveis, latas, pneus, plásticos, entre outros. Estes recipientes são normalmente encontrados a céu aberto, nos quintais das casas, em terrenos baldios e mesmo em lixões. 
 É preciso que as ações para o controle da dengue garantam a participação efetiva de cada morador na eliminação de criadouros já existentes ou de possíveis locais para reprodução do mosquito. Essas medidas contribuem para evitar a reprodução do mosquito da dengue e para tornar os ambientes saudáveis.

            Dengue – É preciso prevenir!
           O controle da dengue exige um esforço de todos os profissionais de saúde, gestores e população. Não se combate a dengue sem parcerias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário