23 de jun de 2015

Programa Saúde na Escola inicia formação para profissionais e jovens



E S T R E L A

Para a estudante Amanda Ribeiro (13), aluna do 8º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Odilo Afonso Thomé, de Estrela, participar do Programa Saúde na Escola remete a duas palavras-chave: conhecimento e experiência. É isto que a motiva a acompanhar as atividades do programa, que na terça-feira (23), iniciou mais uma etapa, com um curso de formação para profissionais da Saúde e Educação envolvidos nas ações, além de integrantes dos Grêmios Estudantis das escolas municipais Odilo Thomé e Leo Joas, e das estaduais 20 de Maio e Nicolau Müssnich.


Presidente do Grêmio Estudantil da Odilo Thomé, Amanda destaca o aprendizado obtido com as atividades do programa, como a Roda de Conversa realizada recentemente. “Vamos aprendendo cada vez mais e podemos ensinar os outros”, diz. No Grêmio, o objetivo é ajudar na discussão e execução de ações e projetos que façam a escola crescer. No encontro desta terça-feira, temas como saúde sexual e reprodutiva, drogas, violência e outros estiveram em pauta.

Na ocasião, foi apresentada também a “Caderneta do Adolescente”, uma espécie de documento fornecido pelo Ministério da Saúde. Nela vão constar os dados pessoais do aluno e informações sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, dicas de saúde e alimentação. Caderneta que Amanda, a partir de agora, pretende portar. “Vamos usá-la como um documento”, garante.

O Programa Saúde na Escola é uma iniciativa do governo federal, em parceria com estados e municípios. Em Estrela envolve as secretarias municipais de Educação e da Saúde e vem realizando diversas ações. O curso iniciado nesta terça-feira é uma delas e terá mais cinco encontros, todos com três horas de duração. O foco serão temas relacionados à saúde e educação dos jovens e adolescentes. A participação dos estudantes tem o objetivo de torná-los multiplicadores dos conhecimentos junto aos colegas de escola, possibilitando uma construção coletiva dos assuntos do seu interesse.
Texto: Paulo Ricardo Schneider

Nenhum comentário:

Postar um comentário