26 de nov de 2013

Ospa apresenta-se em Estrela



E  S  T  R  E  L  A
No mês de dezembro, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre visita quatro cidades do interior do Rio Grande do Sul. A primeira é Estrela, no Vale do Taquari, onde a Ospa não se apresenta desde 2007. O concerto, gratuito, será realizado no dia 2 de dezembro, segunda-feira, às 20h30min, em palco armado em frente à prefeitura.
Sob regência do maestro Tiago Flores, a Ospa levará aos estrelenses um repertório variado, incluindo músicas de Verdi, Tchaikovsky, Brahms e Villa-Lobos, bem como o tema do filme A Missão. "Vamos apresentar obras de diversos países, passando pela Rússia, Alemanha, Espanha, Itália, Estados Unidos, e chegando à música popular brasileira e gaúcha”, adianta Flores. E acrescenta: “Envolvidos pelo clima que toma o mês de dezembro no mundo todo, encerraremos com arranjos novos que nos remetem ao Natal."
A apresentação terá a participação do barítono Francis Padilha. Solista constante nos palcos gaúchos, ele ganhou o Prêmio Júri Popular e o 3º lugar masculino no prestigiado Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão em 2011.
Os próximos concertos da Ospa em dezembro são em São Miguel das Missões, no dia 9; em Santo Ângelo, no dia 10, e em Gramado, no dia 15. O encerramento da temporada 2013 será no tradicional concerto na Praça da Matriz, em Porto Alegre, no dia 19. 

Francis Padilha, barítono
Graduado em Canto e Regência Coral pela Ufrgs, Francis trabalha como regente e preparador vocal em diversos coros em Porto Alegre. Atuou na ópera "Amahl and the Night Visitors", de Gian Carlo Menotti, no papel do Rei Melchior, com a Orquestra da PUC de Curitiba; e na ópera "Carmen", de Georges Bizet, no papel de Dancairo, com a Orquestra da PUC de Porto Alegre. Estreou como ator no musical "O Linguiceiro da Rua do Arvoredo", em agosto de 2012 no Theatro São Pedro em Porto Alegre, e na cantata cênica "O Filho Pródigo", com a Orquestra Sacra da Ulbra. Tem desenvolvido repertórios diversos e cantado com as principais orquestras gaúchas. Em abril de 2011 ganhou o Prêmio Júri Popular e o 3º lugar masculino no Concurso Internacional de Canto Bidu Sayão.  

Tiago Flores, maestro
Tiago Flores é o atual diretor artístico da Ospa, cargo que também exerceu entre 1999 e 2001. Graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul sob a orientação de Arlindo Teixeira, especializou-se em regência orquestral em São Petersburgo, na Rússia, com Victor Fedotov. Participou de cursos, oficinas e festivais com Kurt Redel (Alemanha) e Lutero Rodrigues, e venceu o Concurso Ospa para Jovens Regentes. Atuou à frente de orquestras do Brasil, Uruguai, Venezuela, México, Itália, Áustria, Uruguai e Lituânia.
Regente da Orquestra de Câmara da Ulbra desde a sua fundação, vem recebendo inúmeros elogios da crítica especializada, destacando-se como grande incentivador da nova música e tendo contribuído para o reconhecimento do conjunto como um dos melhores do gênero no país. Recebeu o prêmio Melhores da Cultura 2005, conferido pela Secretaria da Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, e, como diretor musical do filme “Sal de Prata”, do diretor Carlos Gerbase, foi laureado no Festival de Cinema de Maringá em 2006.

A Ospa é uma das fundações vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura. Os concertos da temporada 2013 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, por Vonpar, Ipiranga, Gerdau, Souza Cruz e Brasília Guaíba. A realização é da Ospa, Fundação Cultural Pablo Komlós e Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Rio Grande do Sul.
Jônatas dos Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário