7 de jul de 2015

Governo de Estrela paga 40% do décimo terceiro a servidores



O Governo de Estrela deposita, na sexta-feira (10), 40% do décimo terceiro salário dos servidores da prefeitura. O valor não terá os descontos legais, o que será feito quando ocorrer o pagamento da segunda parcela, que de acordo com o calendário estabelecido pelo governo será feito em dezembro.

O secretário da Fazenda, Darlã Bellini, lembra que em 29 de junho os servidores receberam os salários daquele mês. Desta forma, segundo ele, o Governo Municipal vem honrando com os compromissos assumidos com a categoria. A antecipação do décimo é também uma maneira, conforme Bellini, de incrementar a economia local nesta época do ano.

O prefeito Rafael Mallmann destaca que o pagamento antecipado de uma parcela do décimo terceiro salário evidencia o compromisso do governo com os servidores, assumido desde que iniciou o mandato. De acordo com o prefeito, apesar das dificuldades econômicas enfrentadas pelo país, que se refletem diretamente no dia a dia dos municípios, a Prefeitura de Estrela está fazendo todos os esforços para a manutenção dos serviços, em dar continuidade aos investimentos previstos e também da política de valorização dos seus colaboradores.

Investimentos não param
Na próxima semana o prefeito Rafael Mallmann assina, na segunda-feira (13), às 16h, no Salão Nobre da Prefeitura, a ordem de início do serviço de reforma e ampliação do Posto de Saúde do Bairro Imigrantes. Mallmann lembra que a unidade já esteve sem médico e que hoje atende como Estratégia de Saúde da Família (ESF), com uma equipe completa. "Esta reforma dá mais um passo na qualificação dos serviços de saúde para a comunidade do Imigrantes", ressalta.

Para as próximas semanas o Governo de Estrela deve ainda anunciar o início de obras da segunda etapa da escadaria do Rio Taquari e de uma quadra coberta de mais de R$ 500 mil na Escola Leo Joas, no Bairro das Indústrias. Todos estes projetos já passaram por processo licitatório e agora estão na fase de finalização dos contratos com as empresas vencedoras.
Texto: Paulo Ricardo Schneider

Nenhum comentário:

Postar um comentário