7 de set de 2016

Escola de Estrela testa projeto piloto de reconhecimento facial

ESTRELA
De forma pioneira, está em fase de testes, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Cônego Hugo Wolkmer, do Bairro Auxiliadora, em Estrela, sistema de reconhecimento facial dos estudantes. Conforme o secretário municipal de Educação, Marcelo Mallmann, esta é a primeira escola da rede municipal do Estado a implantar o sistema, que ficará em teste até o final do ano. “Se for aprovado, adotaremos em toda a rede”, diz o secretário, informando que nos próximos dias será implantado também na Emef Ruth Markus Huber, no Bairro Boa União.

O objetivo inicial, de acordo com o secretário, é a segurança dos estudantes. Além disso, os pais receberão, num prazo ainda não definido, um SMS informando o horário da entrada dos filhos na escola ou quando não comparecerem.  Neste período de testes, após os alunos fazerem o reconhecimento junto ao equipamento, ainda é feita a conferência das presenças por parte da escola.

“Haverá mais facilidade na comunicação com os pais”, avalia Mallmann. Ele observa, ainda, que o sistema possibilitará benefícios no aspecto pedagógico, com melhor aproveitamento do tempo em sala de aula pelo professor, e econômico, pois as escolas terão o número exato de alunos presentes, que será repassado à Produção Central para o preparo dos lanches e refeições. O custo do município para esta fase de testes dos equipamentos se refere apenas à instalação dos equipamentos.



Mãe de Lucas Winter (7), aluno do 2º ano, Carina Sulzbacher aprova a iniciativa. A nova tecnologia, segundo ela, trará mais segurança para todos os pais, que terão informação precisa se os filhos estão ou não na escola. “É uma questão de segurança”, diz Carina, que enfatiza o fato de os pais, a partir do envio de SMS, terem este retorno por parte da escola, medida que ela considera válida para os estudantes de todas as faixas etárias e não somente para os menores.
Texto e foto: Paulo Ricardo Schneider

Nenhum comentário:

Postar um comentário