18 de mai de 2016

Ações buscam conscientização da sociedade sobre a saúde mental


ESTRELA
Governo de Estrela realiza várias ações durante a Semana da Saúde Mental
O Dia Nacional da Luta Antimanicomial, comemorado nesta quarta-feira (18), motivou uma série de atividades por parte do Governo Municipal de Estrela. O movimento antimanicomial, que acontece em todo o país, luta pelos direitos das pessoas que apresentam sofrimento psíquico, visando o atendimento e o cuidado de forma humanizada, buscando romper com os preconceitos em relação às doenças mentais e proporcionar maior autonomia e qualidade de vida aos usuários dos serviços de saúde mental, assim como sua inserção familiar e social.

Desde segunda-feira está se realizando uma extensa programação em toda a rede de saúde e educação. Entre elas, uma roda de conversa sobre saúde mental no Hospital Estrela, com a participação de pacientes e a equipe da instituição sobre a Reforma Psiquiátrica. Ações nas oficinas terapêuticas das Unidades de Saúde também estão ocorrendo para marcar a data e nesta quinta-feira (19) a equipe do Caps e os usuários atendidos pelo serviço vão participar de confraternização no Centro Comunitário Cristo Rei, dentro da programação do 51º Festival do Chucrute.

Ponto alto do evento foi apresentação da peça teatral “40 segundos”, hoje (18) pela manhã, na Soges. O Grupo Espanto XI, do Núcleo de Cultura de Estrela, formado por estudantes com idade entre 13 e 18 anos, abordou o tema cyberbullying, violência que ocorre na internet e no celular, com a propagação de mensagens e imagens depreciativas. O objetivo foi levar os expectadores a uma reflexão sobre o tema e quanto este tipo de violência pode causar sofrimento às vítimas. Conforme os organizadores do evento a peça foi emocionante.

Depois da apresentação houve debate sobre o cyberbullying, atividade que seguirá nos grupos atendidos pelo município e nas escolas que participam do Programa Saúde na Escola (PSE). A peça foi assistida por um público de aproximadamente 400 pessoas, formado por alunos do 8º e 9º anos das escolas que participam do PSE, profissionais da saúde e educação e da rede intersetorial, além de usuários do Caps e das oficinas terapêuticas das Estratégias de Saúde da Família dos bairros Moinhos e Imigrantes e seus familiares. Na abertura do evento houve apresentação do Coral do Caps e teve ainda exposição de trabalhos das oficinas terapêuticas.

A promoção foi do Governo de Estrela, através das Secretarias Municipais da Saúde e Educação, com apoio da Secretaria de Cultura. Contou com a organização do Programa Saúde na Escola, Caps e das equipes da Atenção Básica.
 Texto: Paulo Ricardo Schneider

Nenhum comentário:

Postar um comentário