27 de jun de 2015

Escolhidos delegados dos direitos da criança e adolescente que representarão o município em Conferência Estadual


BOM RETIRO DO SUL

No último dia 18, aconteceu a Conferência Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (COMDICA), do Município de Bom Retiro do Sul com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

Na ocasião, foi aprovado o Regimento Interno, aprovados os 5 eixos temáticos e também escolhidos os delegados que representarão o município na IX Conferência Estadual.

A Audiência aconteceu no Auditório Egon Harry Lipp, junto ao Centro Administrativo Municipal, e compuseram a mesa, o Vice Prefeito Paulo Andre Eidelwein, o representante da Brigada Militar Sargento Rivelino Jaques Peixe, o Secretário Municipal da Educação Enio Wagner Peres, o Presidente do COMDICA Sergio Gregory e as jovens representantes da Criança e do Adolescente Pâmela Jordana Braga dos Santos e Nicolle de Souza Wissmann.

Os presentes também puderam assistir à palestra com o tema “Política e Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes – Fortalecendo os Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente”, ministrada pela articuladora regional Polo Lajeado do Projeto Protagonismo de Crianças e Adolescentes no RS, Michele Azevedo.

Estiveram em pauta cinco eixos temáticos, sendo eles: 1.Promoção dos Direitos de crianças e adolescente, 2. Proteção e defesa dos direitos. 3. Protagonismo e participação de criança e do adolescente. 4. Controle social da efetivação dos direitos. 5. Gestão da política nacional dos direitos humanos de crianças e adolescente. Foram divididos em cinco grupos onde foram analisados, discutidos e posteriormente apresentada a conclusão.

A escolha do número e o nome dos delegados foi escolhido conforme prevê o regimento interno.                              

O presidente do COMDICA, Sergio Gregory, salienta a busca incessante por melhorias para as crianças e adolescentes do município, destacando a importância de representantes dos mesmos, para tais decisões. “Acho importante e necessário que crianças e adolescentes tenham voz ativa nestas questões. Esperamos que este trabalho comece a despertar o interesse da comunidade e dos órgãos públicos, para que tenha continuidade e alcance os resultados propostos”, encerrou ele.
AI

Nenhum comentário:

Postar um comentário