24 de jan de 2014

Motorista é assaltado e enterrado vivo em São Bento do Sul, no Planalto Norte

Homem disse à polícia que foi rendido e levado para o mato, onde havia uma cova rasa.

Motorista é assaltado e enterrado vivo em São Bento do Sul, no Planalto Norte Bombeiros de São Bento do Sul/Divulgação
Local em que Rivair foi enterrado vivo Foto: Bombeiros de São Bento do Sul / Divulgação

Dois homens, um deles foragido da Penitenciária Industrial de Joinville desde junho do ano passado e conhecido pela violência com que age em seus crimes, assaltaram e enterraram vivo um motorista na manhã desta sexta-feira, em São Bento do Sul, no Planalto Norte de Santa Catarina.

Rivair Rodrigues de Lima, de 47 anos, disse à Polícia Civil, que foi assaltado por Fábio Ferreira da Cruz e um adolescente. Ele teria dado carona a Fábio antes de ir ao trabalho, logo cedo. Rivair é ex-sogro de Fábio e sabia que ele estava foragido da Justiça. Segundo a Polícia Civil, o detento estava na região há dois dias.

No caminho, outro rapaz entrou armado no carro. Os dois teriam levado Rivair para uma rua do bairro 25 de Julho. Lá, o renderam com uma faca e um revólver. Rivair lembra apenas que foi levado pelo mato até um lugar onde havia uma cova rasa e foi imobilizado por Fábio, que o teria agarrado pelo pescoço.

Ele contou que perdeu os sentidos e só acordou quando já estava enterrado. Mesmo com dificuldades para respirar, ele conseguiu ligar para a Polícia Militar de um celular que estava em seu bolso.

O Corpo de Bombeiros de São Bento do Sul ainda o levou, em estado estável, para o Hospital e Maternidade Sagrada Família, onde ele está internado.

O delegado responsável pelo caso, Thiago de Freitas Nogueira suspeita de uma tentativa de latrocínio, já que os dois levaram o carro e a carteira de Riavir com todos os documentos.

Fábio Ferreira da Cruz é um dos foragidos da Penitenciária Industrial de Joinville em junho do ano passado e têm histórico de violência, mortes, prisões e fugas. Deveria cumprir 36 anos de prisão.

Em março de 2012, o Tribunal do Júri de Joinville o condenou por um dos assassinatos mais violentos dos últimos anos na cidade. Ele ajudou a matar Julio César dos Santos, de 24 anos, que foi rendido, amarrado, espancado e decapitado.

A Polícia Civil de toda a região está tentando capturar Fábio e o outro rapaz, que pode ser Rafael Cardoso da Silva, que fugiu com ele no ano passado da prisão. Rivair deve ser chamado para tentar identificar os criminosos por fotos. 
clicRBS

Nenhum comentário:

Postar um comentário