13 de jan de 2014

Fifa corrige "injustiça" histórica e dará prêmio a Pelé

Mundo - Esporte

A Fifa vai corrigir nesta segunda-feira, em sua festa anual de gala, em Zurique, uma injustiça histórica e dar a Pelé uma Bola de Ouro, o único título individual que o ex-jogador jamais ganhou em sua carreira. O ex-número 10 foi o único jogador a vencer três Copas do Mundo (1958, 1962 e 1970) e a marcar mais de mil gols (1.281).


Foto: divulgação

— Ganhei três Copas. Mas na época não existia a Bola de Ouro — disse o brasileiro de 73 anos e com dificuldades para andar.

— Por isso, agora a Fifa decidiu que me dará esse prêmio — afirmou.

O troféu até existia em seus anos. Mas era dado pela revista France Football apenas para jogadores que atuavam na Europa. Como Pelé jamais saiu do Brasil, nunca foi considerado para o prêmio.

A informação estava sendo mantida em sigilo pela Fifa. Mas Pelé acabou deixando escapar em conversa com jornalistas brasileiros. Se não fosse pelo prêmio a Pelé, o Brasil não passaria de um coadjuvante na festa da Fifa, mesmo tendo vencido a Copa das Confederações.

Neymar não conseguiu entrar para a lista dos três finalistas e apenas disputa o prêmio de gol mais bonito do ano e um lugar na seleção do ano. Marta está entre as finalistas no futebol feminino. Mas dificilmente vencerá. O técnico Luis Felipe Scolari também não obteve votos suficientes para entrar na lista dos finalistas do ano.
 
ZH Esportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário