2 de jan de 2014

Entre o Natal e o Ano-Novo, a cada hora, um motorista foi preso por embriaguez no RS

Estado - Polícia
A cada hora, em média, um motorista foi detido por dirigir embriagado no Rio Grande do Sul durante o Natal e o Ano-Novo – seja dentro das cidades, seja nas estradas. Ao todo, 38 mil pessoas foram autuadas por cometer alguma infração de trânsito em 12 dias de fiscalização (desde 20 de dezembro) da operação Viagem Segura, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).


Foto: ilustração

Foram 7 mil testes do bafômetro aplicados em todo o Estado durante os feriados de Natal e Ano-Novo. O resultado foi de 689 infrações administrativas e outras 283 pessoas encaminhadas a delegacias (uma média de uma por hora, em 12 dias) por terem ultrapassado o limite de 0,33 miligramas de álcool, por litro de ar expelido dos pulmões, ao soprar o aparelho ou ao ter a embriaguez atestada. Além disso, somente da 1h30min até as 7h30min desta quarta-feira, 14 condutores foram multados pelo mesmo motivo na Estrada do Mar (ERS-389) – um deles foi preso.

Nas rodovias federais, foi registrado um aumento de 30% nas multas desta natureza com relação as mesmas datas festivas do ano passado – índice que já havia aumentado na mesma proporção com relação a 2011.

- Uma minoria ainda não internalizou que não pode beber e pegar o carro. As polícias estão mais rigorosas ano a ano – diz Alessandro Castro, chefe da Comunicação Social da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Considerando rodovias estaduais e federais, da última sexta-feira até a véspera do Réveillon, foram multados 16 mil automóveis. O número foi 13% maior do que no mesmo período do Natal. Se levado em conta todo o período da operação Viagem Segura, já são 38 mil multados. Para a PRF, 70% das infrações envolvem excesso de velocidade. Para se ter uma ideia, somente na tarde do primeiro dia de 2014, 700 multas ocorreram por ultrapassar o limite da BR-101 (que é de 100km/h), entre Osório e Torres, ou da freeway (BR-290, 110km/h). O número de mortes no feriadão de Ano-Novo é de 11. Menor que as 26 vítimas fatais do Natal.
 
ZH

Nenhum comentário:

Postar um comentário