27 de jan de 2014

COLUNA DO CHIMARRÃO – 270114 - Jornal INFORMATIVO DO VALE - LAJEADO



Toneladas de alimentos
A idéia de se cobrar como ingresso no Natal nas Águas, um quilo de alimento não perecível uma mostra que a festa não foi somente da família, teve também sua. Na ocasião foi arrecadado em torno de 20 toneladas de alimentos. O resultado foi transformando em cestas básicas que já estão sendo distribuídas para os mais necessitados. 
*******
Minha Casa Minha Vida
Depois de anos em que a população em maior estado de vulnerabilidade aguarda por sua casa própria, onde inclusive uma área foi adquirida pelo município e nada aconteceu, o projeto habitacional do programa “Minha Casa Minha Vida” começa a se tornar realidade com o cadastramento das famílias a serem beneficiadas com a construção de 50 casas através da CEF. De outra parte a curiosidade, como ficou o famoso projeto do governo passado? Como estão as pessoas cadastradas? Alguém poderia dar alguma explicação?
*******
No trem do desenvolvimento
Quando dizia o prefeito de que 2013 seria muito bom e que este ano também promete muito, quem acompanha e deseja o crescimento local continuar comemorando, pois fruto de projetos diversos e conseguidos via emendas parlamentares, recentemente município e Caixa Econômica Federal assinaram a liberação de aproximados R$ 2,7 milhões, oriundos dos Ministérios das Cidades e da Agricultura, para mobilidade urbana (pavimentação e saneamento) e compra de uma escavadeira hidráulica.  Valores representam dez por cento do orçamento do ano. 
*******
Irresponsabilidade
Na construção civil os responsáveis devem cumprir itens de segurança como de tapumes e proteções aéreas para não atingir pessoas ou veículos. Então pergunto: na construção de rodovias não deveria ser assim? Um veículo passando pela BR-386, próximo as rações Languirú teve seu veículo atingido por pedras atiradas por uma máquina que escavava um barranco. Questionados funcionários próximos que viram o estrago na porta, a resposta foi: isso é responsabilidade do consórcio da obra. Mas se não protegem os usuários da rodovia, que responsabilidade é essa. Respondo: nenhuma. Quem paga a conta continuamos sendo nós. Brasil!
*******
Estrada até a UPL está ótima..
O sistema rodoviário do município está aos poucos recebendo a devida atenção. Mas indo para o interior constatei que a estrada que leva até a divisa com Taquari, está em boas condições até a Unidade Produtora de Leitões – UPL, da Cooperativa Languirú. Eu arrisquei por não conhecer e não somente me surpreendi com a situação, mas tive o carro danificado a tal ponto que foi necessário a troca do tanque de combustível. Quem paga o prejuízo? Precisa responder?
*******
Reflita: 
 Aprenda a escutar. Em breve você ficará admirado com o que aprendeu enquanto ficou calado 
(Ray Robertson).

Nenhum comentário:

Postar um comentário